O Corinthians e o silêncio na busca por um treinador

Após a demissão de Sylvinho na noite de quarta-feira após a derrota para o Santos, muito se especula sobre quem possa assumir o comando do time para o decorrer da temporada. Assim, o Corinthians tenta manter silêncio sobre a busca por um treinador.

Foto: Rodrigo Coca/Ag Corinthians

Esse silêncio também é motivo de desconfiança de parte da torcida. O questionamento é se de fato a diretoria procurou ou formalizou alguma proposta, visto que o leque de opções no mercado de treinadores está um tanto mais fechado.

Veja também:
+ Corinthians: Erro de planejamento evidente
Próximo jogo

O mercado nacional também se encontra escasso. Mas, mesmo as opções internas que poderiam ser interessantes não agradam parte significativa da torcida. A narrativa sobre ser um treinador de nome e com uma grande bagagem fez com que a torcida não aceitasse menos que um medalhão estrangeiro.

Muito se especula sobre nomes. Jorge Jesus, Vitor Ferreira e Paulo Fonseca foram os mais comentados. Mas os valores parecem não ser viáveis, não nesse momento pelo menos. O que de fato é sabido é que para negociar a diretoria deve ter muito traquejo, pois não vai ser fácil conciliar a vontade da torcida com a realidade financeira do clube.

Por fim, sem um aporte da Taunsa fica difícil pagar esses valores em euro. A diretoria corre contra o tempo e o torcedor espera o melhor desfecho possível. Alguns nomes menos conhecidos parecem mais viáveis, até mesmo o de Juan Pablo Vojvoda que a multa é relativamente baixa.

O Corinthians enfrenta o Mirassol nessa quinta, as 21:30hrs na Neo Química Arena. O jogo será sob o comando do interino Fernando Lázaro.