Corinthians e Caixa chegam a acordo; veja valores precisos do negócio

Henrique Manfio

Updated on:

Há alguns meses, Andrés Sanchez, prometeu duas bombas para o mês de outubro e parece que uma delas finalmente chegou. Na expectativa do Timão anunciar um reforço, parece que a novidade se dá por um acordo com a Caixa pela dívida da construção da Arena Corinthians, hoje Neo Química Arena.

arena corinthians neo quimica arena identidade corinthiana idcsccp
Corinthians e Caixa chegam a acordo. (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Em seu blog, o jornalista Jorge Nicola afirmou que o acordo se trata de um refinanciamento com o prazo de 12 anos para a quitação. Em apuração realizada pela Identidade Corinthiana, valor do acordo foi fixado em R$ 528 milhões, o que dá R$ 44 milhões ao ano.

No entanto, com os R$ 15 milhões anuais recebidos pela venda do naming rigths para a Neo Química, o valor de R$ 44 milhões será abatido para R$ 29 milhões ao ano ou R$ 2,4 milhões ao mês, que serão retirados de receitas ganhas com o próprio estádio.

Visando o melhor para ambas as partes, o Corinthians e a Caixa fecharam negócio para: durante os oito meses que detém mais receita, o clube pagar parcelas maiores, e nos outros quatro meses (Novembro, Dezembro, Janeiro e Fevereiro), onde terá menos dinheiro, os valores serão menores.

LEIA TAMBÉM:
- Sondado pelo Corinthians, zagueiro do Inter está fora do jogo deste sábado

Deixe um comentário