Corinthians é condenado em ação judicial e advogados pedem bloqueio do naming rights

Marcelo Alexandre Becker

Updated on:

O Corinthians sofreu mais uma derrota no fora dos gramados. Desta vez o clube foi condenado a indenizar um funcionário que fazia a gestão contábil durante um período em que Alberto Dualib foi presidente.

arena site
Juiz ainda não deu o parecer sobre o bloqueio do namig rights (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Em uma ação que durou cerca de 12 anos, Marcos Roberto Fernandez teve ganho de causa contra o clube do Parque São Jorge. Ele trabalhou do segundo semestre de 2000 até o fim do primeiro semestre de 2007, quando também foi gerente financeiro do Alvinegro.

Segundo informações do jornalista Rodrigo Vessoni, em matéria publicada nesta terça-feira (29), no site Meu Timão, o Corinthians terá que pagar mais de R$ 1 milhão. Os advogados de Fernandes pediram o bloqueio do valor do naming rights como garantia.

“O valor definido da condenação é de R$ 1.305.665,41. Os advogados do ex-funcionário de Alberto Dualib, agora, pedem a execução do valor por meio de penhora do acordo de patrocínio com a Hypera Pharma)”, diz trecho da matéria de Vessoni no Meu Timão.

O juiz da 62ª vara do Trabalho de São Paulo, onde corre o processo, ainda não se manifestou quando ao pedido referente ao bloqueio do naming rights. Marcos Roberto Fernandes acrescentou no processo vários pedidos referentes a direitos trabalhistas.

LEIA TAMBÉM:
- Coelho responde perguntas da torcida em vídeo divulgado pelo Corinthians.

Deixe um comentário