Difícil é saber o que não falta

Caíque Guirao

Updated on:

identidade corinthiana dificil e saber o que nao falta foto thiago calil agif
Foto: Thiago Calil / Agif

Confesso que não tinha um bom pressentimento para o jogo dessa última quinta, mas acabei me chateando demais pela maneira como as coisas têm andado.

Pressionado desde antes da parada pela pandemia, Tiago Nunes pouco conseguiu mostrar no comando do time. Na volta teve uma curta boa fase de resultados sem bons desempenhos (coisa que estamos acostumados há anos), mas o início do Brasileiro mostrou que isso não era o suficiente.

Sim, entendo que o time é médio e precisamos de alguns reforços que cheguem pra resolver. Já precisávamos desde o ano passado, mas as poucas contratações foram todas apostas. Mesmo Luan, que eu acho que pode render mais se o time for melhor montado, é uma aposta. Há 2 anos vive apenas de lampejos.

Jô, que chegou bem, agora está obsoleto em praticamente todos as partidas. Mal aparece, mal disputa bola e pouco tem chance em decorrência da escassez criativa. E também vem mostrando um mal comportamento ao ficar simulando faltas. Além de não ser coerente com o que ele mesmo diz quando cobra outros jogadores, atrapalha o time.

Tiago Nunes vem se prendendo ao estilo de jogo que conhece, assim como Carille fez quando começou a ir mal em 2019, sem tentar se reinventar e mudar a tática, tentar criar jogadas ensaiadas e realizando diversas escalações e substituições questionáveis.

Vemos a mesma insistência de que “falta jogador de velocidade pelos lados”. O time não tem e o atual presidente falou que não pretende contratar ninguém. Não adianta pedir por algo que não virá no momento e que também não veio no ano passado. Pior: de acordo com rumores e notícias, jogadores como Thiago Galhardo (hoje no Internacional), o argentino Gaitán e até mesmo Cazares, foram oferecidos ao Corinthians mas foram negados.

Thiago e Gaitán certamente teriam espaço no time de hoje. Inclusive, Thiago joga na posição em que Luan é constantemente improvisado (o ex-gremista não é, nem nunca foi, meia; jogava como 2º atacante – SS, SA ou ST, se preferir).

Não dá para entender como o clube não trouxe um ou outro desses jogadores, ainda mais em um elenco onde a criação vem sendo um problema grave há mais de ano.

Se “não se encaixa na ideia de jogo”, que o técnico pesquise e mude o esquema, tente colocar peças diferentes em funções diferentes, pare com improvisações, treine mais os fundamentos ou o que quer que precise ser urgentemente aprimorado. E isso serve tanto para o técnico que temos hoje, quanto para os que já tivemos ou que poderemos ter no futuro.

Se está vendo que o esquema não vem dando certo, ele precisa mudar. Não só para tentar salvar o emprego, mas para minimamente entregar um bom trabalho.

Não sou a favor de ficar trocando de técnico, e tenho certeza de que ele não é o único problema nessa história, mas parece que o time não está se dando bem com o Tiago Nunes. Se não engatar uma boa sequência de resultados, muito provavelmente ele deverá ser desligado do clube em breve.

Alguns jogadores que já mostraram não ter capacidade de integrar o elenco, também poderiam ser negociados. Reforço que não tenho nada contra ninguém do elenco, mas é visível que falta qualidade técnica na equipe. Nesse ponto, a culpa é inteiramente da diretoria. Para esses que ficam, o que nos resta é torcer para fazerem o melhor possível enquanto representam as cores do clube.

Comecei o ano otimista, mas agora estou receoso. Provavelmente teremos uma troca de técnico em breve, porém não sei até que ponto isso pode de fato resolver vários dos problemas do time.

Deixe um comentário