Jornalista afirma que Corinthians vendeu os naming rights da Arena para a Neo Química

Marcelo Alexandre Becker

A “novela” venda dos naming rights da Arena Corinthians ganhou um capítulo importante na tarde desta quinta-feira (27). O jornalista Samir Carvalho, do site Uol Esportes, afirmou que o Timão vendeu os direitos de exploração do nome de sua Arena para a Neo Química.

arena corinthians neo quimica
(Imagem ilustrativa: Identidade Corinthiana)

Na matéria, Carvalho informa ainda que o nome ainda não foi decidido, uma vez que a Hypera Pharma conta com alguns produtos em seu catálogo.

“Apesar de muitos interessados e muitas negociações, o Corinthians fechou a venda dos naming rights da Arena Corinthians com a Neo Química, empresa subsidiária da Hypera Farma, segundo apurou o UOL Esporte. Como a Hypera Farma possui diversos produtos, o nome da Arena ainda não está decidido, mas a reportagem também apurou que a Neo Química é uma forte candidata“, diz trecho da matéria publicada no Uol.

Valor e tempo de contrato entre Neo Química e Corinthians

Ainda no Uol, Samir Carvalho destacou que o valor do negócio não foi confirmado pelas partes, porém deve chegar em R$ 350 milhões. Quanto ao tempo de contrato, a duração de 20 anos.

“O valor da transação é mantido em sigilo, mas foi fechada na faixa de 300 a 350 milhões de reais. Não fugirá disso. No entanto, o contrato com a empresa possui diversos “gatilhos” que podem gerar mais dinheiro ao Corinthians. O tempo de contrato com a Neo Química para os naming rights da Arena fechou para um período de aproximadamente 20 anos, como já havia adiantado o UOL no último fim de semana.”

LEIA TAMBÉM: Tiago Nunes fala que Otero aos poucos vai ter espaço no Corinthians.

Deixe um comentário