Corinthians empata e Danilo Avelar preocupa

Foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians

Nesta noite de quarta o Corinthians pegou o Santos sem os seus dois jogadores mais decisivos, mas não conseguiu mais do que um empate. O Timão entrou com Cássio, Fagner, Gil, Danilo Avelar, Lucas Piton, Gabriel, Roni, Gustavo Mantuan, Luan, Léo Natel e Jô.

Sem conseguir se encontrar nos primeiros momentos do jogo, o alvinegro paulista sofreu um gol logo aos 10 minutos.

O primeiro tempo seguiu com pouca criação corinthiana. Léo Natel novamente tentou aparecer bastante no jogo, mas errou a maioria das jogadas que tentou. Jô também não vem numa boa sequência de desempenhos. A primeira finalização certa foi aos 35 minutos, num chute de longa distância do Danilo Avelar.

O mesmo Avelar empatou o jogo aos 45 minutos da primeira etapa, após uma cobrança de escanteio. Gil desviou, Luan Pares afastou mal e Avelar conseguiu ser mais rápido que o goleiro e fez o gol.

Coelho fez mudanças apenas no intervalo, mesmo que o time já estivesse dando claros sinais de que não havia se encontrado em campo. Entraram Cazares, Gustavo Mosquito e Boselli, e saíram Luan, Léo Natel e Jô. As substituições surtiram um bom efeito e o Corinthians conseguiu se impor mais em campo, ainda que não conseguindo criar tantas jogadas.

O árbitro Marcelo de Lima Henrique protagonizou o lance mais bizarro do jogo: num lance em que o Gutavo Mosquito sofreu um encontrão na linha da área, ele assinalou uma falta. Depois de ser chamado ao VAR, ele anulou a falta e deu bola ao chão para o Corinthians. O VAR não pode ser utilizado para esse tipo de coisa, segundo seu regulamento, e houve uma falta comum. Simplesmente não deu para entender o que o árbitro fez ali.

Roni foi substituído por Camacho aos 16 minutos, instantes após receber um cartão amarelo em um lance que não foi faltoso. Foi uma simples disputa de bola.

Mateus Vital entrou aos 30 minutos, no lugar de Gustavo Mantuan. Vital entrou totalmente fora de sintonia, errando alguns lances fáceis. No final da partida quase fez um golaço, mas o goleiro santista fez uma bela defesa e não deixou o Corinthians virar.

No geral, ambos os times caíram de produção no segundo tempo. A troca de bolas do Corinthians, como tem acontecido há tempos, foi muito lenta e alguns dos jogadores mais novos tentavam resolver sozinhos ao invés de tentar criar jogadas pro Boselli, ou qualquer outro companheiro de equipe, simplesmente finalizar para o gol.

Por vários momentos o Santos fez o que vários adversários vêm fazendo com o Timão desde 2018, e o clube não vem sabendo lidar: deixou o Corinthians com a bola e ficou só se defendendo. Em diversos jogos conseguimos solucionar isso com contra-ataques, mas quando a equipe precisa criar, vemos que há um problema bastante sério e que se arrasta há bastante tempo.

Novamente o time não conseguiu mostrar evolução, ainda que tenha melhorado momentaneamente com as substituições que Coelho fez no intervalo. A situação está preocupante na tabela e no campo. O time precisa vencer algumas partidas em sequência para poder se afastar da zona de rebaixamento e ter mais tranquilidade para trabalhar.

Para piorar, Danilo Avelar sofreu uma torção no joelho no final do segundo tempo e deixou o campo demonstrando sentir muita dor. Ainda não há nenhuma informação sobre a gravidade da lesão.

Na próxima rodada o Corinthians visitará o Ceará. A partida será às 20h30 do próximo domingo, dia 11.