Com um a menos, Ceará vira e vence o Corinthians

Caíque Guirao

Updated on:

identidade corinthiana com um a menos ceara vira e vence o corinthians foto rodrigo coca ag corinthians
Foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians

Antes de pisar em campo, a rodada já havia colocado o Corinthians na zona de rebaixamento. Sim, ainda é cedo, temos cerca de um terço do campeonato disputado, dá para recuperar, mas o time precisa mostrar isso em campo.

Coelho efetuou algumas mudanças e entrou com Cássio, Fagner, Bruno Méndez, Gil, Lucas Piton, Gabriel, Éderson, Ramiro, Luan, Léo Natel e Gustavo Mantuan.

Diferentemente da partida contra o Santos, Mantuan não fez uma boa partida. Pouco tocou na bola. Léo Natel começou o jogo razoavelmente bem e fez o gol do Corinthians, graças a uma enorme falha do goleiro Fernando Prass aos 14 minutos. Porém caiu de produção no decorrer do jogo. Demorou muito para tomar decisões e segurou diversas vezes a bola em momentos que era necessário soltá-la com rapidez.

O Ceará chegou ao empate 20 minutos depois do gol corinthiano, num lance infeliz onde Gil marcou contra. Os gols refletiram a baixa qualidade técnica que as equipes mostraram em campo: um frango e um gol contra.

O primeiro tempo terminou com mais chances para o time cearense e com Cássio salvando o time em pelo menos duas ocasiões. Antes da parada, Lucas Piton deu lugar a Sidcley ao sentir uma lesão.

Na volta do intervalo, Dyego Coelho não fez nenhuma alteração, mesmo com o desempenho preocupante. A equipe permaneceu a mesma.

Aos 16 minutos, o lateral Eduardo dividiu uma bola com Léo Natel levantando o cotovelo na altura do rosto do corinthiano. O lance poderia ter sido para amarelo mas, de acordo com as regras atuais, ele assumiu o risco de levar um cartão vermelho. Daronco foi chamado pelo VAR e decidiu expulsar o lateral cearense.

Mesmo com um jogador a mais o time do Corinthians não conseguiu se impor, nem criar mais chances. Em alguns momentos da partida, Léo Natel foi posicionado aberto na direita, impedindo Fagner, um dos melhores garçons do time do Corinthians, de subir pela lateral.

O técnico interino colocou Roni, Gustavo Mosquito, Cazares e Jô nos lugares de Éderson, Léo Natel, Gabriel e Gustavo Mantuan, mas não mudou em nada.

No final do jogo, em um lance onde a defesa corinthiana optou por recuar a bola com o Cássio. O goleiro se atrapalhou para afastar a bola, caiu e, ao tentar se levantar, Kelvyn sentiu um toque na perna e se atirou ao chão. Daronco assinalou pênalti, que foi cobrado e convertido por Fernando Sobral.

Jô apareceu apenas em um momento, já aos 50 minutos do segundo tempo, onde ajeitou a bola para o zagueiro Gil que carimbou a trave.

Cássio foi expulso após o apito final por ir reclamar com o árbitro. Ao ver o cartão vermelho, o goleiro precisou ser contido por Walter.

Fugir da zona de rebaixamento já é uma realidade. O clube tem muito o que trabalhar para apresentar um mínimo de organização tática para conseguir fazer os pontos necessários e não ter que se preocupar com o descenso. E as próximas rodadas não são das mais favoráveis.

Na quarta-feira, o Corinthians vai a Curitiba para enfrentar o Athletico, às 21h30. É mais do que necessário voltar para São Paulo com os 3 pontos.

Leia também:
- Corinthians passeia no Moisés Lucarelli

Deixe um comentário