OFICIAL: Só falta trazer um Técnico (ou Coelho acertar o time)

Bruno Dookie

Brasileirão marca a volta por cima de Cazares, o maestro do Atlético-MG |  Atlético-mg | GloboEsporte.com

Agora é OFICIAL: dá pra se iludir mais e esperar 2020 e 2021 (caso elenco seja mantido) um pouco melhor com o elenco que está se formando.

Jogadores que seriam ótimas opções no banco, vinham sendo usados como titulares na expectativa de decidir jogos (e agora de fato serão ótimas opções para compor elenco).

Alguns jogadores que vinham sendo testados nesse ano, ainda não tinham ou tem tamanho para decidir jogos para o Corinthians e futebol não há milagre, tem que ter qualidade também. Além de todo o período conturbado pela falta de esquema, falta de sequencia de jogos e falta de futebol no período Tiago Nunes.

E a chegada de Cazares, somada às recentes chegadas de Otero e Jô (sim, Jô chegou com a temporada em andamento) alimentam a esperança do torcedor por um momento melhor.

A gente até foi bem em resultados entre 2017, 2018 e 2019. Quatro títulos pra história, mas a realidade é que o elenco nesses anos nunca foi aquela belezura, não. Talvez 2017 tenha sido o melhor, mas em Fevereiro daquele ano, nem a própria torcida estranhava o rótulo de quarta força.

Um jogador pode mudar tanto o patamar? Tire Cebolinha do Grêmio, Gabigol do Flamengo, Dudu do Palmeiras, Arrascaeta do Cruzeiro, Jô do próprio Corinthians em 2017. Jogador diferenciado faz falta. Não quero rankear esses jogadores e dizer em que prateleira Cazares está entre esses jogadores, mas ele te traz números e pontos ganhos muitas vezes na individualidade, e finalmente teremos esse jogador novamente. Espécie em escassez recentemente no clube.

E dessa espécie podemos ter até 3 ou 4: Luan, Otero e Jô também podem ser esse tipo de jogador.

A esperança aumentou demais. O jogo virou. Temos um time titular pra falar na ponta da língua, e que no papel é muito bom sim. Falta agora só acertar a mão. Seja com a chegada de um grande técnico, ou com Coelho, se conseguir recuperar a confiança, o bom futebol, e fazer a mágica que esperamos com esses jogadores. O quadrado mágico já é realidade. Não devemos mais nada para nenhum elenco do futebol brasileiro (talvez o Flamengo, que vive momento diferente dos outros) e finalmente poderemos cobrar mais de um técnico, caso os resultados sejam abaixo do esperado.

Deixe um comentário