Tiago Nunes fala sobre dispensa de Ralf e Jadson

Bruno Dookie

Updated on:

Dyego Coelho analisa utilidade de Ralf e Jadson no Corinthians em 2020
Foto: Twitter Oficial / Corinthians


Em entrevista concedida para a ESPN Brasil nessa terça-feira (06), a sua primeira após ser demitido do cargo de técnico do Corinthians, Tiago Nunes quebrou o silêncio sobre as polêmicas envolvendo a saída de Ralf e Jadson, ídolos da torcida, no início do ano:

Sobre Ralf e Jadson, acabou vindo para essa responsabilidade. Ralf e Jadson estavam numa lista para perfil técnico. Não quisemos contar com os dois para essa ideias. Falei isso para os atletas e para vocês. Sempre foi com máximo respeito. Não é o técnico que pega o telefone e liga para avisar. Não foi me pedido isso. A direção que fez. Fica meu respeito. Sei que gerou uma polêmica gigantesca. Mas não senti desrespeitando os dois. Foi opção técnica e conceitual em termos de transformação para esse ano.

Tiago ainda comentou sua relação com os atletas, e sua gestão dentro do grupo, outra polêmica sobre sua passagem pelo clube. Ele acredita que a distância no período da pandemia foi um problema, mas que não viu corpo mole.

Minha relação com os atletas sempre foi de altíssimo nível. Profissional. Conversei com todos mais de um vez. O fato da pandemia ter diminuído o contato entre atletas e imprensa também prejudicou. Dizem que quando os resultados não vem, é porque o técnico perdeu o grupo. Dificilmente vi atleta fazer corpo mole por onde trabalhei. Isso prejudica a imagem do atleta. Não quer dizer que sou amigo de todos, como é em qualquer empresa. Existe uma máxima no treinador tem 11 amigos, sete ou oito mais ou menos e outros p… da vida.

Tiago Nunes terminou sua passagem com o terceiro pior aproveitamento de um técnico do clube desde 2008.

Deixe um comentário