Após 47 dias do novo acordo com Benfica, Corinthians segue sem o valor da venda de Pedrinho

Marcelo Alexandre Becker

Um das novelas mais longas do futebol brasileiro em 2020 tem o Corinthians, Pedrinho e Benfica como protagonistas. A venda do jogador, feita em março, fundamental para a saúde financeira do clube, segue sem resultar em dinheiro para o Timão.

pedrinho benfica corinthians idcsccp identidade corinthiana
Pedrinho segue atuando normalmente no Benfica (Foto: Tânia Paulo/SL Benfica)

Num primeiro momento, o clube do Parque São Jorge receberia 20 milhões de euros pelo atleta. Depois, em um negócio envolvendo a devolução de Yony González, o montante passou a ser de 18 milhões.

Com acordo para que o Benfica realize o pagamento apenas em agosto de 2021, o Corinthians tratou de, através de instituições financeiras, buscar a antecipação do valor.

Mas, para que isso ocorra, é preciso que o Benfica envie um documento onde assume que é de fato responsável pelo pagamento dos 18 milhões. E é justamente isso que está travando o acordo entre o Alvinegro e o Banco, para a dita antecipação.

Ou seja, depois de 47 dias do novo acordo, com o Corinthians aceitando reduzir dois milhões de euros do valor inicial, ninguém sabe quando o “dinheiro do Pedrinho” vai chegar nos cofres do clube.

LEIA TAMBÉM:
- Jornalista pergunta e torcida responde: qual seria o treinador ideal para o Corinthians ?

Deixe um comentário